fbpx
Home Energia Solar Usinas solares já representam 2,1% da eletricidade brasileira

Usinas solares já representam 2,1% da eletricidade brasileira

por Alessandra Neris
Tempo de leitura: 3 Minutos

As usinas solares estão em amplo crescimento no Brasil. Em 2019, o mercado de energia solar no país já dava sinais promissores, com um crescimento de 212% e a marca de 2,4 GW instalados. No ano seguinte, em outubro de 2020, a energia solar correspondia a 1,7% de toda a matriz elétrica brasileira.

Conforme o levantamento mais recente da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), em agosto de 2021, as usinas solares fotovoltaicas alcançaram a marca de 2,1% do total da capacidade de operação no Brasil. Foram 3.730 MW confirmados pela fiscalização da companhia.

Usinas solares apresentam picos de produção

Bem como a porcentagem da capacidade total aumentou, o levantamento feito em agosto também indica picos de usinas solares liberadas para operação comercial. Houve um acréscimo de 795,98 MW de potência instalada – o que corresponde pelo maior quantitativo de 2021 até agora.

> Leia também: Mundo precisa acelerar o avanço da energia solar para atingir metas

Ainda segundo a ANEEL, um pico de entrada como esse não era visto desde o início da operação da usina termelétrica Porto de Sergipe I, em Barra dos Coqueiros (SE), que teve capacidade de geração de 1.551 MW em março de 2020.

Esse salto levou o Brasil a uma expansão de 3.081,51 MW no ano. Hoje, o país apresenta uma soma de 177.415,5 MW de potência fiscalizada. Desse total em operação, 75,08% das usinas são impulsionadas por fontes consideradas sustentáveis, com baixa emissão de gases do efeito estufa.

Usinas Solares

O crescimento de usinas solares no Brasil

Além disso, outro ponto apresentado pela pesquisa da ANEEL é a inauguração de novas usinas em 17 estados das cinco regiões do Brasil. Os estados que apresentaram maior crescimento da capacidade de geração em 2021 foram:

  • Rio Grande do Norte (815,13 MW)
  • Bahia (794,69 MW)
  • Piauí (299,10 MW)
  • Mato Grosso do Sul (252,15 MW)

Do total de potência instalada que entrou em operação comercial em agosto, estima-se que aproximadamente 60% não estão relacionados a contratos de comercialização regulada (ACR).

> Saiba mais: Brasil gera milhares de empregos em energia solar e Aldo tem vagas abertas

O ranking dos estados que mais produzem energia solar

Ainda em 2021, no primeiro trimestre, a ANEEL e a ABSOLAR divulgaram um ranking dos maiores estados geradores por potência instalada. Ficou nítido que o estado de Minas Gerais é o maior produtor de energia solar no país, com uma capacidade de geração instalada que passa a 1 GWp.

Confira o ranking:

  1. Minas Gerais: 1 GWp
  2. São Paulo: 742 MWp
  3. Rio Grande do Sul: 728 MWp
  4. Mato Grosso: 444 MWp
  5. Paraná: 341 MWp

Embora a geração de energia solar fotovoltaica de painéis instalados nos telhados residenciais seja responsável por boa parte da energia solar nos estados, é perceptível que os grandes empreendimentos têm tomado conta desse cenário nos últimos anos.

As usinas solares estão se tornando cada vez mais atrativas no país, e até mesmo empresas estrangeiras têm sido atraídas pelo potencial de geração de energia solar no Brasil como grande mercado consumidor.

> Confira: Energia solar supera 11 GW e se destaca no Brasil

O que esperar do futuro para o mercado de energia solar

Agora que conhecemos os levantamentos mais recentes, o que esperar do futuro das usinas solares e do mercado de energia solar como um todo?

Os governos se mostram cada vez mais impactados pelo crescimento populacional e de consumo. Logo, a iniciativa privada e consumidores investem em meios de utilizar fontes renováveis de energia. Estima-se que até 2024 o Brasil contará com mais de 880 mil sistemas de energia solar instalados ao longo do território nacional.

Energia solar impulsionada pela Geração Distribuída

Com aproximadamente 2.103 MW instalados na matriz elétrica brasileira, o mercado de energia solar vem crescendo de forma expansiva, principalmente para uso residencial, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).

Além disso, o valor médio pago na conta de luz é de, majoritariamente, R$ 200,00 a R$ 600,00 por mês, sendo proprietários de seus imóveis e 75% residenciais. Sendo assim, a redução dos gastos com faturas de energia contribui para economia do país e geração de 25 a 30 empregos por MW ao ano, resultando numa melhora da esfera socioeconômica do Brasil.

O que achou dos últimos dados sobre usinas solares e produção de energia solar no Brasil? Continue acompanhando o blog da Aldo para se manter atualizado sobre o mercado de energia solar.

A força que vem do sol

Por fim, conheça mais sobre energia solar e comece agora mesmo a traçar o seu plano de ação para aderir a essa fonte renovável. Por isso, acesse o site da Aldo Solar e confira os produtos.

Caso prefira, entre em contato com nossa equipe de vendas. Se for consumidor final, acesse a CALCULADORA ALDO SOLAR, faça uma simulação do produto, opções de financiamentoagende uma visita técnica que um revendedor da Aldo irá atendê-lo.

Revendedor Aldo Solar - Usinas Solares

> Leia também: Como se tornar uma revenda Aldo Solar!

Notícias relacionadas

Leave feedback about this