Início » Santander anuncia redução de juros para energia solar no campo

Santander anuncia redução de juros para energia solar no campo

por Alessandra Neris
Tempo de leitura: 4 Minutos

Promover a sustentabilidade no agronegócio é fundamental. E, durante a semana do meio ambiente, o Santander tomou mais uma iniciativa para fomentar ações nessa direção. Assim, a Santander Financiamentos deu um incentivo a mais para os empreendedores rurais adotarem projetos fotovoltaicos em suas propriedades. Com isso, promoveu uma redução de juros para energia solar de 0,79 para 0,74 mensais. O prazo para parcelar também passou de 76 para 96 meses, mais 120 dias de carência para o acerto da primeira parcela.

Todos podem financiar projetos fotovoltaicos

Já sabemos que o sol é a mais democrática fonte de energia renovável e isso é igualmente válido para o agronegócio. É uma fonte inesgotável e seu impacto ambiental é mínimo. Portanto, a solução de financiamento foi estruturada especialmente para alinhar o investimento do produtor agrícola com os crescentes benefícios proporcionados pela energia solar fotovoltaica. Um deles é a redução dos gastos com a conta de luz, que pode chegar a 90%.

Essas medidas levam facilidades para financiar projetos fotovoltaicos para empresas de qualquer porte. Além disso, as pessoas físicas que pretendam instalar um sistema em casa também podem ser atendidas. E, ainda, para aderir à linha de crédito não é preciso ser correntista do Santander.

redução de juros para energia solar no campo

Viabilidade financeira para o agronegócio

A definição da carência de 120 dias antes do primeiro pagamento foi determinada com fundamento em dados de mercado. Isso porque esses dados demonstram que tal prazo é necessário para dar início à efetiva produção da energia solar. Durante esse tempo, o cliente pode esperar pelos procedimentos relativos à importação dos equipamentos e a instalação do sistema fotovoltaico.

A preocupação do agronegócio sempre esteve associada à otimização da produção. Nesse sentido, a geração de energia solar fotovoltaica está orientada exatamente para esse propósito. Da mesma forma, está em sintonia com a agenda da sustentabilidade e com o fato de ser comprovadamente viável quando se trata de investimento financeiro.

Expansão no meio rural

Hoje, o setor rural integra apenas 13% do grupo que produz energia solar no país, de acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica – ABSOLAR. E, essa informação demonstra o tamanho do mercado aberto para a expansão dos projetos de energia solar. Isso significa grandes oportunidades em um segmento importantíssimo para a economia do Brasil, além das transformações positivas que podem surgir.

Orçamentos on-line

Os produtores rurais interessados em orçar um projeto fotovoltaico, digitalmente, agora podem acessar o site especialmente para essa finalidade. O orçamento, então, pode ser realizado com base no custo atual de energia do produtor. E, assim, o retorno sai em até quatro minutos depois da aprovação do crédito.

Progressos sustentáveis

É muito importante destacar que desde 2012 até agora, a produção de energia solar já alcançou 8,4 GW. Isso impediu que mais 8,3 milhões de toneladas de gás carbônico (CO2) fossem liberadas no meio ambiente. São dados divulgados pela ABSOLAR. Então, por meio de uma participação de 42%, o Santander lidera os financiamentos fotovoltaicos no Brasil. Com isso, estimula o crescimento do setor de energia solar fotovoltaica no país. Sem falar que com a redução de juros para energia solar, os financiamentos se tornam mais acessíveis para todos os bolsos.

Financiamentos realizados em 2021

Assim, o Santander lida com as principais linhas do BNDES para investimentos em inovação para melhoria de gestão, aumento de produtividade e adoção de ações sustentáveis. Em relação à energia solar, neste ano, a instituição financeira realizou 78% mais de empréstimos que o mesmo período em 2020. Frisamos que 70% desses empréstimos foram feitos para pessoa física e 30% para empresas.

Hoje, portanto, o Santander Financiamentos trabalha com mais de 1000 distribuidores e integradores de sistemas de geração solar distribuída. E todos são habilitados para fazer vendas e financiamentos diretamente para o consumidor final.

Santander Brasil

O Santander Brasil deu início às suas atividades aqui no país a partir de 1982. Dessa forma, entre suas fusões e aquisições com mais de 70 bancos, foi capaz de elaborar estruturas competitivas de varejo e atacado. A instituição integra o Grupo Santander, o maior da zona do euro em valor de mercado. Assim, sua presença é relevante em 10 países-chave da América e da Europa.

Trata-se, portanto, da única instituição financeira internacional com forte presença no Brasil. Por isso, conta com mais de 3,5 mil agências e postos de atendimento bancários (PABs) e aproximadamente 36,5 mil terminais de autoatendimento. Além disso, possui escritórios regionais para atendimento de mais de 28,4 milhões de clientes ativos.

O banco mais sustentável

O Guia Exame Melhores do ESG em 2021 elegeu o Santander Brasil como o banco mais sustentável do ano. A instituição busca promover negócios inclusivos e ambientalmente responsáveis, cada vez mais.

Assim sendo, desde 2016, o Banco reforça sua estrutura de atendimento ao setor. E, a carteira de crédito ampliada do Santander ao agronegócio chegou a R$ 24 bilhões no final de 2020. Isso significa um crescimento de 20% em comparação a 2019, que apresentou R$ 20 bilhões. Convém destacar que a carteira ampliada considera Recursos Obrigatórios e Livres, BNDES, Funcafé e os títulos CPR e CDCA.

 Redução de juros para energia solar no campo

Investir em energia renovável no agronegócio é uma iniciativa extremamente pertinente, por isso, a redução de juros para energia solar é fundamental. Afinal, esse é setor responsável pela produção de tudo o que existe de essencial para a nossa sobrevivência. Por isso, nada mais justo e inteligente que apostar muitas fichas nesse que é um dos segmentos mais importantes da sociedade.

Continue com a gente e veja como a energia solar impulsiona a competitividade no agronegócio!

Aldo Solar e Santander Financiamento

Compartilhe:
0 comentários

Notícias relacionadas