Início » Alberto Cuter fala com exclusividade sobre a classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade

Alberto Cuter fala com exclusividade sobre a classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade

por Alessandra Neris

Nesta semana a Jinko Solar recebeu a classificação AAA, a mais alta atribuída pela China Association for Quality para qualidade de crédito no mercado chinês. Também foi a única empresa do setor fotovoltaico a receber esse reconhecimento. Acompanhe o artigo para ler a entrevista de Alberto Cuter sobre a Classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade.

Vale dizer que a classificação AAA reconhece as capacidades e níveis de gestão de crédito de qualidade de mercado sobre uma empresa. Então, essa classificação é realizada por meio de uma avaliação abrangente do crédito da empresa. Da mesma forma que suas capacidades de garantia de qualidade e de operação no mercado, além de outros indicadores. Tudo isso é conduzido pela Alberto Cuter fala sobre a classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade e abre alguns planos da empresa para o país(CAQ).

Classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade

A Jinko Solar ficou em primeiro lugar em remessas globais, por quatro anos consecutivos, graças ao seu excelente sistema de controle de qualidade. Também figuraram como destaque a força do produto, o excelente sistema de serviço e as parcerias estratégicas globais, com base no valor do cliente.

Destacamos a surpreendente inovação tecnológica contínua e as capacidades de desenvolvimento de novos produtos da Jinko Solar. Esses atributos, entre outros motivos, revelam também seu protagonismo mundial como um dos principais players do segmento fotovoltaico.

A classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade é um novo marco e referência para o resto da indústria em termos de satisfação do usuário e gestão de qualidade.

Classificação da Jinko Solar em ranking de qualidade pela China Association for Quality

Aproveitamos o reconhecimento recebido pela Jinko Solar para conversar com Alberto Cuter, diretor da Jinko Solar para América Latina e Itália. Ele nos contou sobre a importância dessa classificação para a empresa e sobre os planos da Jinko para o Brasil.

O que essa conquista significa para Jinko?

Fomos reconhecidos como uma empresa saudável financeiramente. Ao lado da qualidade do produto, essa é a coisa mais importante que o cliente da Jinko, ou de qualquer fornecedor, deve levar em consideração. Isso porque, de outra forma, se você comprar apenas porque o produto está disponível, ou pelo preço, significa que esse será um bom negócio? Talvez não.

Portanto, a Aldo Solar entende este cenário, uma vez que pretende ser a líder dessa indústria, no Brasil, por muitos anos. E, essa é a razão pela qual nós estamos fortalecendo essa parceria. Então, a Aldo Solar busca estabelecer parcerias com players confiáveis e que também sejam capazes de fornecer qualidade e bom atendimento. Diante disso, afirmamos que não se trata apenas um produto com bom preço, mas de algo mais.  Esta é a razão principal desse reconhecimento da China Association for Quality

Desde maio de 2010, nós somos listados na Bolsa de Valores de New York. Isso significa que a cada trimestre, devemos divulgar nossos resultados financeiros, oficialmente. E, ao final do ano, divulgamos o resultado completo para que os nossos acionistas e demais interessados possam entender a saúde financeira da Jinko.

Outro reconhecimento para as empresas europeias, é a divulgação trimestral da saúde financeira das principais empresas do segmento. E, a Jinko Solar é a única empresa que esteve presente nos últimos cinco anos, reconhecida como AAA. Isso é algo extremamente importante para a empresa.

Qual é a participação de mercado da Jinko, atualmente, na América Latina e no Brasil?

Isso varia de ano a ano. Para se ter uma ideia, em 2017, nós tivemos 50% de market share na América Latina. Atualmente, a nossa fatia de mercado é de 21%. No Brasil, essa porcentagem fica em trono de 22 a 23% e, em grande parte, graças à Aldo.

É interessante salientar que, normalmente, o nosso market share fica entre 20 e 25% na América Latina. Esperamos conseguir aumentar esse número no Brasil.

Qual é a expectativa de crescimento dos negócios e investimentos da Jinko, no Brasil, para 2021?

Para o próximo ano, o Brasil representará o maior mercado na América Central ou do Sul. Assim, esperamos que o Brasil tenha cerca de 60 a 65% de toda a receita da região.

Então, o Brasil é extremamente importante. E o mercado de distribuição no Brasil também é extremamente importante, onde a ALDO é a líder. Pretendemos atingir de 25 a 30% de market share no próximo ano no Brasil. E o nosso mercado total ficará em torno de 6.5 a 7 gigawatts.

Como funciona a operação da Jinko no Brasil?

Nós temos uma equipe baseada em São Paulo e parte dela está focada em grandes projetos de geração de energia. Também temos outras pessoas trabalhando no mercado de geração distribuída, representado pela Aldo, no qual focamos em poucos clientes. Dessa forma, queremos fornecer o melhor serviço para poucos clientes, como a Aldo, que faz um ótimo trabalho, promovendo os nossos produtos.

Contamos, ainda, com um gerente de serviço técnico em quem os clientes podem confiar para entender suas dificuldades e resolver os problemas.

Recentemente, a Jinko Solar lançou novos painéis de sua família Tiger Pro e alguns deles são exclusivamente para o mercado de geração distribuída. Qual é a sua expectativa para o desempenho desses painéis no mercado brasileiro?

Nós fomos os primeiros a lançar no mercado os modelos com as células 182 no Brasil e foi um grande sucesso. E, a primeira empresa para qual apresentamos esse modelo foi a Aldo, e ele amou esse produto.

Então, já começamos a enviar os primeiros containers desse equipamento para a Aldo Solar, que devem chegar em algumas semanas.

Destacamos que o produto é ótimo, tem alta qualidade, representa o estado da arte da indústria. Oferece, ainda, alta eficiência e alta tecnologia. Nós reunimos, portanto, toda a nossa experiência em um único produto, que é o TIGER PRO.

Assim, esperamos que, no próximo ano, a família Tiger Pro seja o nosso produto mais vendido até hoje. Temos expectativa de que seja tanto para a geração centralizada quanto para o mercado de geração distribuída.

Para a GD, projetamos especialmente para oferecer tamanho reduzido, com menos células do que para a centralizada. Esses painéis têm recebido um ótimo feedback dos nossos parceiros, como a Aldo.

O que os revendedores podem esperar da Jinko?

Nosso objetivo é fornecer os melhores produtos do mercado, além de um alto nível de serviço. Queremos, também, que os clientes de nossos parceiros se sintam confortáveis para usar os nossos produtos, em termos de disponibilidade, eficiência, qualidade e atividades pós-venda.

Qual é a importância do Aldo para a atuação da Jinko no país?

Não canso de repetir ao Aldo que a Aldo Solar é o cliente mais importante da Jinko para Geração Distribuída. Isso não só na América Latina, que já é a número 1. Mas, também, a mais importante da Jinko para o segmento solar, em todo o mundo.

Estamos extremamente orgulhosos de que a ALDO SOLAR tenha escolhido a Jinko como um parceiro importante e estratégico para o seu crescimento. Reforçamos o fato de que a Aldo Solar é o maior parceiro da Jinko, para GD é o maior fora da China.

Aldo e Jinko Solar: Família Solar

Por fim, com a alta qualificação da Jinko Solar e a expertise da Aldo Solar no segmento de distribuição, os clientes e fornecedores estão em ótimas mãos. Todos podem ficar tranquilos e seguros de que estão adquirindo os melhores equipamentos para fazer parte dessa Família Solar.


Quer conhecer mais detalhes sobre os incríveis equipamentos da Jinko Solar? Conheça os principais produtos da empresa e continue navegando em nosso blog!

Compartilhe:
0 comentários

Notícias relacionadas