fbpx
Início » Água potável no Quênia com energia solar

Água potável no Quênia com energia solar

por Alessandra Neris
Publicado Última atualização em
Tempo de leitura: 4 Minutos

Você já parou para pensar na aparente contradição existente em um planeta coberto por água, abrigando uma porção enorme da população sem água potável? Isso ocorre porque aproximadamente 97% deste líquido precioso, encontrado na superfície do planeta, é salgado e impróprio para o consumo. No entanto, uma usina solar pode transformar a água do mar em água potável no Quênia.

Água potável no Quênia

A água potável no Quênia traz esperança para ajudar mais de 2 bilhões de pessoas no mundo e de forma segura. E esse número de pessoas enfrentando escassez hídrica constata o desafiador abismo social que ainda existe neste mundo já tão tecnológico.

Sendo assim, para vencer esse desafio, é preciso dessalinizar a água, e o processo demanda o uso de energia elétrica e produtos químicos. Entretanto, já foi desenvolvida uma tecnologia que fornece água limpa e potável, desde 2018, para a comunidade de Kiunga, uma vila rural no Quênia.

Fazenda solar com água de qualidade superior

Os processos tradicionais de dessalinização de água exigem grandes quantidades de energia elétrica, além de uma rede de distribuição bem estruturada. Já, o sistema elaborado pela organização não-governamental GivePower utiliza a energia solar.

O local escolhido para a implementação do projeto foi chamado de “fazenda solar de água”. Trata-se, portanto, de uma solução que promete ser muito boa em longo prazo, já que é mais barata e sustentável.

Ele consiste na distribuição de placas solares com capacidade para produzir 50 quilowatts de energia. Assim, essa energia é armazenada em duas baterias de alto desempenho, com duas bombas de água que operam ininterruptamente.

Dessa forma, a água potável produzida é suficiente para abastecer 35 mil pessoas por dia. Além disso, sua qualidade é melhor que a água produzida por meio dos processos tradicionais.

Água potável no Quênia: baixo impacto ambiental

A fazenda solar de água fornece água de boa qualidade à população e não apresenta o impacto negativo causado por outros processos. Isso porque não há a necessidade de usar produtos químicos e resíduos salinos prejudiciais ao meio ambiente.

> Leia: Aldo e sustentabilidade: entenda como trabalhamos essa questão

Água potável no Quênia: vidas transformadas

Antes da instalação da usina solar a única fonte de água disponível para os moradores de Kiunga era um poço contendo água imprópria. Além disso, os 3,5 mil habitantes da comunidade precisavam viajar por cerca de 1 hora até chegar nesse local.

Não é difícil imaginar o quanto essa água era preciosa para atender as necessidades mais básicas, não? Por isso, a população tomava seu banho e lavava suas roupas em água salgada e suja. Isso causava doenças contagiosas e infecções de pele.

Devido ao sucesso obtido com os resultados da primeira fazenda solar de água, a ONG GivePower não pretende parar por aí. Decidiu ampliar sua área de atuação e agora, já está implementando sistemas semelhantes em outras regiões do mundo, entre elas, comunidades isoladas na Colômbia e o Haiti.

Deseja, também, estender o projeto para a África Subsaariana, que é uma das regiões mais castigadas pela seca.

Estimativas podem ser revertidas

De acordo com a Unicef, menos da metade da população mundial tem acesso à água potável. Então, garantir sua distribuição para todos é um desafio cada vez maior. A desigualdade social e o mal uso desse recurso são fatores que agravam ainda mais o problema da escassez.

Do total de água existente no planeta 97,5% é salgada e apenas 2,5% é doce. Além disso, apenas os sistemas de irrigação consomem 73% de água, 21% é usado na indústria e somente 6% é destinado ao consumo doméstico.

Há uma estimativa preocupante de que, em 2025, metade da população do globo esteja vivendo em áreas com escassez de água. Por isso, reusar e tratar a água são medidas cada vez mais importantes para todos nós. Assim, o aproveitamento da água do mar com a prática da dessalinização é mais que urgente e pode ser uma saída muito bem-vinda.

Solução estratégica para todos

Por sua importância, a energia solar assume uma função cada vez mais estratégica no cumprimento das metas de desenvolvimento econômico do Brasil e do mundo. No período pós-pandemia isso será especialmente relevante, já que estamos lidando com a fonte renovável com maior potencial de geração de empregos no planeta.

Assim sendo, o sol é uma grande fatia da solução para a sociedade e para o meio ambiente. Além disso, pode salvar vidas em diversas regiões do globo, que padecem com a escassez de água para suprir o básico.  É o caso da água potável no Quênia, para os moradores de Kiunga.

O uso da energia solar é irreversível e veio para ficar e fazer a diferença. Portanto, devemos colocar em prática seus fundamentos revolucionários, incluindo-os nas estratégias negociais e sociais, e isso a Aldo Solar já está praticando inteiramente.

É dessa maneira que empresários, clientes, governos e investidores contribuirão, de forma significativa, para um futuro estruturado no desenvolvimento consciente, responsável, humano e sustentável das sociedades.

A força que vem do sol

Por fim, conheça mais sobre energia solar e comece agora mesmo a traçar o seu plano de ação para aderir a essa fonte renovável. Por isso, acesse o site da Aldo Solar e confira os produtos.

Caso prefira, entre em contato com nossa equipe de vendas. Se for consumidor final, acesse a CALCULADORA ALDO SOLAR, faça uma simulação do produto e agende uma visita técnica que um revendedor da Aldo irá atendê-lo.

Calculadora Aldo Solar: Água potável no Quênia

> Leia também: Como se tornar uma revenda Aldo Solar!

Notícias relacionadas

Leave feedback about this

  • Rating