fbpx
Início » Crescem os postos de trabalho para energias solar e eólica

Crescem os postos de trabalho para energias solar e eólica

por Alessandra Neris
Publicado Última atualização em

No Brasil, as fontes de energia renovável têm sido impulsionadas por diversos fatores. Entre eles estão: alta no preço da conta de luz, difusão de novas tecnologias, investimentos bilionários e compromisso internacional de ampliar o uso das renováveis. Com isso, crescem os postos de trabalho para energias solar e eólica, ou seja, aumentam as oportunidades de emprego e novos negócios.

Postos de trabalho para energias solar e eólica: dados da ABSOLAR

Segundo dados da ABSOLAR o setor de renováveis já foi capaz de criar mais de 347 mil postos de trabalho para energias solar e eólica, desde 2012. E, em 2020, apesar da pandemia do novo coronavírus, foram criados 86 mil novos empregos relacionados à produção e distribuição de energia solar fotovoltaica.

Agora, em 2021, o Brasil já ultrapassou a marca histórica de 12 GW de potência operacional. Essa marca inclui sistemas de pequeno e médio portes instalados em coberturas, terrenos e fachadas, bem como usinas de grande porte. A tendência, portanto, é de expansão.

> Leia: Até 2026 o uso de fontes renováveis pode crescer 60%

Demanda por especialistas no setor

Crescem os postos de trabalho para energias solar e eólica. Essa expansão, então, demanda por especialistas. Com isso, cada vez mais pessoas procuram por cursos da área no SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). Um exemplo de capacitação rápida é a função de eletricista de sistemas fotovoltaicos, com cerca de 160 horas, o que totaliza pouco mais de um mês.

Cursos de sistemas fotovoltaicos

Antes da chegada da pandemia, o número de matrículas em cursos da área fotovoltaica só aumentava, chegando a 3.327 em 2019. Em 2020, houve queda e, mesmo assim, 1.645 alunos se capacitaram. Já, em 2021, há registro de grande procura por matrículas, com 2.709 inscritos.

O Distrito Federal é um estado brasileiro que registrou um grande aumento de matrículas. Destacamos que Brasília está na segunda colocação no ranking municipal de potência instalada. Assim sendo, o número de alunos pulou de 64 em 2019 para 244 em 2020. E até o mês de outubro de 2021, já tínhamos 500 eletricistas formados.

Confira cursos e treinamento na Aldo Solar

Competências: postos de trabalho para energias solar e eólica

Vale ressaltar que os novos profissionais são plenamente competentes para dimensionar cargas e usar os equipamentos específicos nos projetos. Eles, também, instalam os sistemas fotovoltaicos, montam e reparam instalações e equipamentos auxiliares em residências, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços.

Os cursos para habilitação em sistemas fotovoltaicos estão incluídos em um portfólio mais amplo de energias renováveis. Então, de janeiro a outubro, esses cursos, já registraram 17 mil matrículas.

Eles abarcam desde a iniciação profissional e aprendizagem até o técnico, passando por aperfeiçoamento e pós-graduação. Esse é um resultado direto do crescimento dos postos de trabalho para energias solar e eólica no Brasil.

> Leia também: Como fazer o cálculo do sistema fotovoltaico com eficiência?

Geração de energia eólica tem liderança no Nordeste

A fonte eólica é outra renovável que está posicionando o Brasil entre os mercados com crescimento mais expressivo. Assim, de acordo com o (GWEC) Conselho Global de Energia Eólica, tínhamos aproximadamente 260 mil trabalhadores neste setor.

E, nos próximos cinco anos, serão 3,3 milhões de novos empregos em nível global. A maioria deles, será na China, EUA, Índia, Alemanha, Reino Unido, Brasil, França, Suécia, Espanha, África do Sul e Taiwan.

Capacidade eólica instalada

Hoje, 90% da capacidade eólica instalada no Brasil está concentrada no Nordeste, sendo o Rio Grande do Norte, a Bahia e o Ceará os líderes do setor. Esses dados são da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), de junho de 2020.

Assim, o número de matrículas dos cursos de energia eólica reflete essa concentração. Das 1.323 matrículas registradas até outubro de 2021, pelo SENAI, 1.164 são do Rio Grande do Norte, ou seja, 88%.

Fontes renováveis

Um relatório síntese do Balanço Energético Nacional (BEN 2021) foi publicado pela EPE. Nele consta que, em 2020, 84,8% da oferta interna de energia elétrica do país foi proveniente de fontes renováveis. A fonte hidrelétrica, com 65,2% está em primeiro lugar, seguindo-se a biomassa (9,1%), eólica (8,8%) e a solar (1,7%).

Crescimento das renováveis impulsiona postos de trabalho para energias solar e eólica

A participação das renováveis no Brasil tem crescido desde 2015 e, assim, também crescem os postos de trabalho para energias solar e eólica.

O destaque ficou por conta dos “ventos”. Então, segundo a EPE, cerca de 1.065 GWh adicionais de energia em 2020 em relação a 2019 são devidos à evolução da produção de eólica. E, ao longo dos anos, ocorrem incrementos sucessivos.

Os salários são atrativos

Outra notícia animadora para quem está de olho nessa área, são os salários. Assim, um estudo da Agência Alemã de Cooperação Técnica mostrou que mais de 21% dos profissionais desse segmento recebem acima de três salários-mínimos. E, 19,4% são contemplados com mais de cinco salários-mínimos, o que está bem acima do que recebe a maioria da população brasileira.

Postos de trabalho para energias solar e eólica: capacitação em Energia Solar

Destacamos que todos os Integradores Aldo têm descontos especiais em qualquer curso de energia solar do Canal Solar. Finalize sua matrícula com um consultor do Canal Solar e aperfeiçoe o que há de melhor com professores renomados. Clientes Aldo possuem condições especiais.

Além disso, a Aldo é parceira da SENAI, que também oferece descontos especiais aos clientes da empresa.

A força que vem do sol

Por fim, conheça mais sobre energia solar e comece agora mesmo a traçar o seu plano de ação para aderir a essa fonte renovável. Por isso, acesse o site da Aldo Solar e confira os produtos.

Caso prefira, entre em contato com nossa equipe de vendas. Se for consumidor final, acesse a CALCULADORA ALDO SOLAR, faça uma simulação do produto agende uma visita técnica que um revendedor da Aldo irá atendê-lo.

postos de trabalho para energias solar e eólica

> Leia também: Como se tornar uma revenda Aldo Solar!

Notícias relacionadas

Leave feedback about this

  • Rating