fbpx
Início » Até 2026 o uso de fontes renováveis pode crescer 60%

Até 2026 o uso de fontes renováveis pode crescer 60%

por Alessandra Neris
Publicado Última atualização em
Tempo de leitura: 4 Minutos

No início de dezembro um relatório da Agência Internacional de Energia (IEA) divulgou uma estimativa sobre a capacidade de geração de energia renovável no mundo. A previsão é de que até 2026 o uso de fontes renováveis pode crescer 60% nos próximos cinco anos, comparando-se com os números de 2020.

O relatório diz, ainda, que as fontes renováveis responderão por 95% de todo o aumento global na capacidade de geração de energia até 2026.

A IEA entende que esse progresso acena para uma capacidade de 4.800 GW de energia renovável total em 2026. E esse valor é o mesmo gerado atualmente pela combinação de energia nuclear e de combustíveis fósseis.

Uso de fontes renováveis pode crescer 60%: solar e eólica encabeçam o crescimento

Se o uso de fontes renováveis pode crescer 60%, esse crescimento é atribuído também às fontes solar e eólica. Isso acontece apesar do aumento nos custos de produção e instalação, estimados em torno de 25% para investimento, se compararmos com os valores de 2019.

De acordo com a Agência, a Europa, a China, a Índia e os Estados Unidos dominam a expansão da geração de energia renovável. Atualmente, portanto, a China lidera essa expansão e responde sozinha por 43% do acréscimo de energia renovável nos próximos cinco anos.

Previsões da IEA

Além disso, se as previsões do relatório se concretizarem, o país chegará a uma capacidade de 1.200 GW de energia solar e eólica. Isso quatro anos antes do previsto inicialmente.

Além disso, o relatório revela que a Índia deve dobrar suas instalações de geração de energia renovável, comparando-se com o período entre 2015 e 2020. Esses números atestam que o uso de fontes renováveis pode crescer 60% até 2026.

> Futuro da energia solar no Brasil: expectativas para a área

Neutralidade de carbono: desafios

No entanto, embora os números sejam otimistas, segundo o relatório da IEA, a expansão atual é insuficiente para chegar à neutralidade de carbono até 2050. E, para atingir essa meta, a média anual de crescimento da capacidade de gerar energia solar e eólica precisa dobrar além da prevista agora. Além disso, é necessário quadruplicar a adoção de biocombustíveis.

Os obstáculos vão além do aumento dos custos. A IEA alerta que entre os principais deles é a dificuldade para obter aprovação e financiamento dos projetos pelos governos. Além disso, são altos os custos de investimento em fontes renováveis nos países em desenvolvimento.

> Créditos de carbono e sua relação com a energia solar

Uso de fontes renováveis pode crescer 60%: energia solar

Sabemos que a energia solar é uma fonte renovável, limpa e inesgotável. É originária do calor e da luz do sol, produzindo energia elétrica por meio de módulos solares e, ainda, gerando energia térmica. O sistema apresenta uma vida útil de até 25 anos, em média, e exige pouca manutenção durante esse tempo.

Além desses benefícios, a energia solar proporciona uma economia de até 95% na conta de luz dos consumidores. Você pode produzir a sua própria energia por meio de instalação de equipamentos fotovoltaicos na sua residência, ou comprar energia de usinas terceirizadas.

> Conta de luz alta? Vale a pena instalar energia solar em casa!

Telhados solares podem superar Itaipu

Segundo a ABSOLAR, os sistemas fotovoltaicos representam mais de 70% da potência da usina hidrelétrica de ItaipuVale lembrar que a Itaipu é a segunda maior hidrelétrica do mundo, e a maior da América Latina.

Ainda, de acordo com dados divulgados pela ABSOLAR em 2021, a maior fatia da geração de energia solar vem dos telhados. Isso coloca a fonte solar no 5º lugar na matriz elétrica brasileira. Além de trazer diversidade para as fontes de energia elétrica do país, a geração de energia solar reduz a pressão sobre os recursos hídricos.

2021: Ano de recordes em energia solar no Brasil

Ainda em 2021, foi possível presenciar outras marcas históricas da energia solar no Brasil. Entramos para o grupo dos 14 países com maior potência de geração de energia solar, ultrapassando um pico de 12 GW.

Dessa forma, o Brasil conquistou a 14ª posição do ranking da Agência Internacional para Energias Renováveis (Irena), sendo o único país da América Latina. A liderança mundial ainda pertence à China, com 253,8 GW de capacidade instalada em 2020.

200 mil geradores vendidos

Neste mês, anunciamos um marco incrível de 200 mil geradores de energia solar vendidos no Brasil. Ainda no início do mês de novembro, já havíamos comemorado os 190 mil. Estes novos 10 mil geradores vendidos em menos de 30 dias são um enorme motivo pra ter orgulho e a certeza de que o Brasil deu um grande passo rumo à sustentabilidade.

O crescimento da adesão à energia fotovoltaica em geração distribuída no país é exponencial. Prova disso é que no fim de novembro do ano passado a Aldo atingia a marca de 100 mil geradores vendidos. Isso ao longo de cinco anos dedicados ao segmento.

E assim, agora em 2021, a empresa atinge 200 mil geradores de energia solar em apenas um ano. Até 2026, a expectativa é de que o uso de fontes renováveis pode crescer 60%, o que certamente multiplicará a aquisição de geradores.

> 200 mil geradores de energia solar vendidos no Brasil: um novo marco da Aldo Solar

Um gerador a cada 2 minutos

Conforme os dados divulgados pela ANEEL, o Brasil já possui mais de 671 mil geradores de energia solar instalados e distribuídos entre 836 mil unidades consumidoras. Tudo isso resulta em 7.8 GW de potência instalada.

Ou seja, dos 678 mil geradores conectados na rede dentro do sistema de geração distribuída, 200 mil foram vendidos pela Aldo Solar, ou seja, a cada 02 minutos um gerador e expedido da Aldo para o Brasil e esse resultado equivale a quase um terço de todos os geradores instalados no país!

A força que vem do sol

Por fim, conheça mais sobre energia solar e comece agora mesmo a traçar o seu plano de ação para aderir a essa fonte renovável. Por isso, acesse o site da Aldo Solar e confira os produtos.

Caso prefira, entre em contato com nossa equipe de vendas. Se for consumidor final, acesse a CALCULADORA ALDO SOLAR, faça uma simulação do produto e agende uma visita técnica que um revendedor da Aldo irá atendê-lo.

uso de fontes renováveis pode crescer

> Leia também: Como se tornar uma revenda Aldo Solar!

Notícias relacionadas

Leave feedback about this

  • Rating