Início » Saiba quanto custa a energia solar e suas vantagens

Saiba quanto custa a energia solar e suas vantagens

por Alessandra Neris
Tempo de leitura: 7 Minutos

Essa pergunta é muito frequente quando se pensa em adotar a energia solar em substituição ao fornecimento padrão das distribuidoras locais. Saber quanto custa a energia solar é importante para economizar na conta de luz e um sistema fotovoltaico é a solução tecnológica e sustentável mais viável. Esses sistemas permitem a geração de toda a energia consumida e, assim, é possível reduzir em até 95% o valor da conta de luz.

Segundo um estudo da Greener, sobre esse mercado, os preços de um sistema fotovoltaico, para o consumidor final, em janeiro de 2020, reduziram em média 9,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Contudo, o cálculo do investimento em um sistema solar envolve outros fatores, como: potência do sistema, complexidade da instalação, irradiação solar da região, custo da energia elétrica padrão, entre outros fatores. Isso faz com que os preços variem em cada caso.

Afinal, quanto custa a energia solar?

Para responder a essa pergunta, vamos tomar como exemplo uma residência na região Sul que consome em média 300 kWh/mês de energia padrão da distribuidora local. Portanto, o cálculo do gerador de energia solar para suprir essa demanda de consumo deve considerar a incidência da irradiação solar da região.

E, em se tratando do Sul do Brasil a incidência é de aproximadamente 4,2 kWh/m². Dessa forma, seria necessário um gerador solar de, pelo menos, 2,6kWp de potência para suprir a demanda de consumo dessa residência, conforme detalhes abaixo:

  • Consumo: 300kWh/mês ÷ 30 dias = 10kWh de consumo por dia
  • Gerador: 2,6kWp x 4,20kWh/m² = 10.92 kW de geração de energia solar por dia

Agora que já sabemos qual o gerador de energia solar adequado para esse exemplo, é preciso avaliar outro fator. Assim, vamos avaliar os custos da energia solar em comparação com os custos da energia padrão fornecida pela distribuidora local.

Custos da energia solar vs energia padrão das concessionárias

Aqui, usaremos uma média dos valores do gerador solar na potência de 2,6kWp. Também precisamos acrescentar à conta os serviços de instalação, projeto e manutenção do decorrer dos 25 anos de vida útil desse sistema fotovoltaico.

Também, tomaremos como base o custo médio da energia cobrada pelas distribuidoras no Sul do país. Hoje este custo é de, aproximadamente, R$ 0,75 (com impostos).

Esses valores são aproximados e podem sofrer alterações, mas refletem uma estimativa real das proporções relacionadas as diferenças de custos entre as duas fontes de energia.

Dessa forma, relacionamos abaixo o custo total do investimento no gerador de energia, somado ao custo médio de instalação e manutenção mínima ao longo de 25 anos. Dividimos esse valor pela energia gerada pelo sistema fotovoltaico durante sua via útil. Assim, concluímos que o valor do Kilowatt hora (kWh) da energia solar de R$ 0,24 é aproximadamente 200% mais barato que o da energia padrão cobrada pelas distribuidoras no Sul do país, no valor de aproximadamente R$ 0,75.

Gerador de Energia Solar de 2,6kWp

Gerado Solar + Instalação + Projeto (aprox.) R$ 13.000,00
Custo de manutenção ao longo de 25 anos (limpeza dos painéis e parte elétrica) R$ 7.000,00
CUSTO TOTAL R$ 20.000,00
Energia Gerada em 25 anos (aprox.) = 98.280 kWh – 20% de perdas 78.624 kWh
CUSTO DO kWh (R$ 20.000,00  ÷  78.624 kWh) R$ 0,25 kWh

 Qual é a diferença entre o custo da instalação e o custo do equipamento?

Essa questão é importante para esclarecer o porquê de determinados valores na hora de instalar um equipamento de energia solar. Portanto, vejamos cada situação separadamente:

  • Kit de energia solar: é o conjunto de todo o equipamento, composto pelos painéis solares, string box, conectores, cabos, inversor e estrutura de fixação. Juntos, eles formar a solução para produzir a energia elétrica que alimenta residências, empresas, sistemas de bombeamento de água, indústria e tudo o que use energia elétrica.
  • Mão-de-Obra (projeto + instalação + homologação com a distribuidora): é necessário contratar os serviços de profissionais/empresas especializadas a fim de concluir a instalação. Esses especialistas dependem de um engenheiro responsável para finalizar o projeto e submetê-lo à aprovação da distribuidora de energia para homologação, conforme a lei. Além disso, há a etapa da instalação propriamente dita, ou seja, conectar e fixar todo o equipamento no local de forma mais apropriada para eficiência do sistema.

O processo segue a mesma lógica da instalação de qualquer equipamento, como o aparelho de ar-condicionado ou um aquecedor de água. O consumidor paga pelo equipamento e, depois, pela instalação, feita por profissional habilitado. No exemplo acima, mensuramos o valor dos investimentos já consideramos os custos de instalação e manutenção no decorrer da vida útil do sistema.

Quais fatores afetam o custo de instalação do gerador de energia solar?

Diante dos detalhes já apresentados acima, fica mais fácil entender quanto custa a energia solar. Entretanto, existem diversos fatores que afetam o preço da instalação dos painéis solares, bem como do gerador solar. Vejamos a seguir:

Altura e característica do telhado: isso inclui o tipo de estrutura que será utilizada e a facilidade de acesso, ou seja, os locais mais altos e com acesso mais complicado dificultam o processo de instalação. Isso pode influenciar no custo.

Distância: o ideal é procurar a empresa mais próxima do local de instalação. Saiba que quanto mais distante estiver o ponto de instalação, mais gastos serão necessários para finalizar o trabalho. São custos com combustível e, em muitos casos, até hospedagem e alimentação.

Condições da superfície de instalação: é possível que a situação do telhado exija alguns reparos antes de começar a instalação do equipamento. Coberturas com telhas de cerâmica e barro, por exemplo, são quebradiças e podem exigir substituição. Já os telhados metálicos apresentam maior facilidade para a instalação do gerador. Enquanto as superfícies muito inclinadas exigem mais habilidade por parte dos instaladores.

Conheça também outros fatores

Estrutura da superfície de instalação: os telhados estruturados com vigamento muito espaçado podem demandar adaptações para fixação dos painéis. Já, os telhados com vigamento metálico requerem parafusos e ferramentas especiais.

Distância do local de instalação e ponto de conexão: é outra situação em que a proximidade afeta os custos. Quanto mais próximo ao local de instalação estiver do ponto de conexão, menos material será utilizado e mais fácil será para o instalador. Assim, serão necessários menos cabeamentos e conduítes, reduzindo, consequentemente o custo de instalação.

Medidor e padrão de entrada: após concluir a instalação, a distribuidora de energia fará uma visita técnica a fim de homologar o gerador e substituir o medidor padrão por um bidirecional. Para tanto, o local do medidor deve se enquadrar nos padrões atuais da distribuidora. Por isso, é fundamental validar os padrões atuais junto ao instalador, antes de adquirir o sistema fotovoltaico. Assim, você evita surpresas desagradáveis e mais despesas.

Afinal, compensa instalar um sistema fotovoltaico?

A estimativa de economia apontada no início desse post é de até 200% no custo do kWh da energia solar gerada ao longo da vida útil do sistema fotovoltaico somada aos aumentos progressivos das tarifas de energia elétrica fornecida pelas distribuidoras já respondem por si.

De acordo com dados do Ministério de Minas e Energia, a inflação dos preços da energia elétrica é alta. Já existe um acúmulo no aumento de 499% no valor apurado desde 2012. Assim  as vantagens da adoção de um sistema fotovoltaico são indiscutíveis, assim como saber quanto custa a energia solar.

Principais vantagens da adoção de um sistema fotovoltaico

  • Rápido Retorno do Investimento: ao adquirir um sistema fotovoltaico, o retorno do investimento (payback) em residências, por exemplo, fica entre 2 e 4 anos;
  • Longa vida útil dos equipamentos: a vida útil do sistema fotovoltaico é muito superior ao payback, acima informado. São de 25 anos, aproximadamente, com garantia linear de geração ao longo desse período sofrendo poucas perdas até o final da vida útil dos painéis solares;
  • Resistência a intempéries: os painéis solares são altamente resistentes. Sua exposição sobre os telhados as torna alvos de condições climáticas severas, por isso, são fabricadas com materiais que os protegem de danos;
  • Baixa manutenção: a limpeza dos painéis é o que mais demanda cuidados, principalmente em locais muito secos, que facilitam o acúmulo de poeira. A manutenção elétrica também pode ser feita apenas até duas vezes por ano, garantindo, assim, o desempenho do equipamento;
  • Geração de energia silenciosa: não se preocupe com ruídos no telhado. O processo de geração de energia solar é completamente silencioso. Isso ocorre porque o sistema é fotovoltaico (dentro de cada uma das células componentes do módulo, através da luz) não é mecânico;
  • Instalação rápida: o sistema pode ser instalado rapidamente. Na hipótese de acontecer alguma complicação, o prazo de instalação em residências é de dois a três dias aproximadamente;
  • Liberdade contra a inflação da energia elétrica: esse é o ponto mais crítico para a maioria dos consumidores e, também, o mais vantajoso, em médio e longo prazo. Trata-se de um investimento com alto retorno, capaz de deixar o consumidor livre das altas taxas de energia, que não param de subir. Afinal, é libertador saber que se está livre das bandeiras vermelhas aplicadas sobre as tarifas, não é mesmo?

Vantagens da energia solar

Com tantas vantagens, somadas ao fato de poder contribuir com um padrão mais sustentável de vida, vale a pena saber quanto custa a energia solar. Por fim, saiba que investir em um equipamento é o passo seguinte para alcançar a sua liberdade de gerar e consumir sua própria energia, sem se preocupar com gastos.

Então, comece agora mesmo a pesquisar mais sobre energia solar, os mais diversos equipamentos existentes no mercado e as inúmeras inovações em torno desse assunto. Portanto, continue sua navegação em nosso blog e fique por dentro de tudo!

Compartilhe:
0 comentários

Notícias relacionadas