fbpx
Home Energia Solar Como as revendas e instaladores de energia solar devem lidar com o novo normal?

Como as revendas e instaladores de energia solar devem lidar com o novo normal?

por Alessandra Neris
Tempo de leitura: 4 Minutos

A aceleração da vacinação, no Brasil, começa a trazer lampejos de um futuro menos turbulento que os últimos 16 meses. Com essa medida, parques e praças voltaram a abrir em horário integral, assim como bares, restaurantes, shoppings e cinemas. Os jogos já estão acontecendo nos estádios com torcida e, em outubro, acontece a Intersolar, considerada a maior feira da América do Sul para o setor solar e foca os segmentos de fotovoltaicos, produção fotovoltaica e tecnologias termossolares. Assim, em várias partes do país, o novo normal também inclui o retorno aos escritórios. Apesar de se parecer com o antigo normal, como as revendas e instaladores de energia solar devem lidar com o novo normal? E é isso que vamos te contar agora!

> Saiba mais: O mundo pode ser mais limpo e sustentável pós Covid-19

Ciclos se repetem

Nem os maiores futuristas imaginaram que o começo dos anos 2020 seriam tão parecidos com o começo dos anos 1920. Estamos falando das transformações industriais advindas da tecnologia. É a crescente polarização política, as mudanças climáticas afetando a saúde da população e uma pandemia causada por um vírus altamente mutável, transmitido pelo ar. Essas são só algumas das semelhanças de duas décadas separadas por um século de distância.

100 anos de desenvolvimento

Os 100 anos que separam uma pandemia da outra mostram que ninguém nos preparou para a volta ao normal. Isso, embora estejamos mais preparados para lidar e conter crises sanitárias com reações mais rápidas de isolamento social.

Esse preparo inclui restrição de circulação e imigração, obrigação do uso de máscaras, distanciamento social e investimento intenso em pesquisa para o rápido desenvolvimento de vacinas. Então, essas precauções, por si, fazem com que a pandemia do Covid-19 não tenha atingido nem 10% da devastação que a pandemia da gripe espanhola causou.

Novo normal: transição gradual

A transição do novo para o antigo normal não será abrupta, mas gradual. Isso não será assim apenas porque os riscos de um novo descontrole da crise sanitária são possíveis. E, se resolvermos eliminar todo e qualquer protocolo de biossegurança adotado neste período. Os impactos econômicos, psicológicos e sociais de uma nova mudança brusca, em um curto período, podem ser tão devastadores para a nossa sociedade quanto a aceleração das mudanças climáticas.

Assim sendo, alguns pontos precisam ser considerados para tornar essa transição para o novo normal mais suave. Vejamos a seguir:

No novo normal as incertezas não são bem-vindas

Nossos cérebros não lidam bem com incertezas. Então, o aumento dos níveis de estresse, burnout, depressão e ansiedade são reflexo de uma mudança muito intensa que aconteceu sem nenhum planejamento. Assim, as incertezas que a pandemia trouxe, a perda de entes queridos, o luto negado, as oscilações econômicas e o aumento do desemprego são consequências desse estado vigilante.

Temos pouca informação sobre como foi esse período de transição no final da pandemia da gripe espanhola. Então tudo o que estamos vivendo é mais uma fonte de incerteza nos causando estresse. Seja voltar a dar uma festa em casa, encontrar os amigos num bar ou restaurante ou trabalhar presencialmente no escritório. Enquanto isso não se assenta, é necessário termos muita resiliência e adaptabilidade.

As mudanças tendem a ser cada vez mais aceleradas

O futuro tende a ter mais mudanças acontecendo cada vez mais rápido. E os negócios que não estão preparados para lidar com mudanças de maneira acelerada não resistirão. É melhor criar desde já a cultura de errar rápido e aprender rápido que cair em obsolescência porque esperou tempo demais para agir.

Cuidado para não “queimar a largada”

É preciso ter atenção para não queimar largada. Os Estados Unidos e o Reino Unido são dois exemplos de países que relaxaram as restrições logo no começo da vacinação. Com isso, viram crescer novamente o número de contaminados, mortos e novas variantes.

Então, a volta para a normalidade não pode se dar já, com a estação da Sé, às 6 horas da tarde de uma segunda-feira. Ou mesmo um carnaval de 40 dias, como propôs o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Assim sendo, não é possível voltar com as equipes em tempo integral para o escritório. Da mesma maneira, sem distanciamento adequado, protocolos rígidos de distanciamento e higienização e comprovante de imunização. Agir assim, é pedir para “dar ruim” de novo.

O trabalho nosso de cada dia mudou

A jornada de trabalho mudou. Dessa forma, não foram só os formatos de trabalho e a localização das pessoas que mudaram. As jornadas de 8 horas direto não fazem mais sentido no dia a dia dos profissionais.

O trabalho de casa ofereceu mais flexibilidade na rotina e novos hábitos foram criados, como parar para cozinhar ou fazer exercícios ao longo do dia. Tem até quem fale das benesses do banho no meio da tarde para melhorar a concentração no fim do dia. Assim como esses hábitos foram sendo adquiridos no começo da pandemia, eles precisarão ser mudados para a volta ao normal.

Atitudes que ajudam na transição

Algumas atitudes podem auxiliar nessa transição: o investimento em cultura e lazer, cuidados com a saúde física e mental, trocas e conversas sinceras, capacitação e desenvolvimento. O mais importante, porém, é desenvolver a capacidade de ouvir e entender que tudo é transitório. E que num piscar de olhos, o normal já terá outra forma.

As revendas e instaladores de energia solar devem lidar com o novo normal

Nesse novo cenário, portanto, como as revendas e instaladores de energia solar devem lidar com o novo norma? Isso pode acontecer com novos cursos, capacitação contante, a escolha das melhores soluções fotovoltaicas, além da participação da Intersolar. Essas ações são necessárias para conhecer as novas soluções para o setor. E, assim, triunfar em um mercado que cresce exponencialmente e deve chegar a 100% de crescimento este ano.

> Leia: Confirmado: Aldo estará na Intersolar 2021

A força que vem do sol

Por fim, conheça mais sobre energia solar e comece agora mesmo a traçar o seu plano de ação para aderir a essa fonte renovável. Por isso, acesse o site da Aldo Solar e confira os produtos.

Caso prefira, entre em contato com nossa equipe de vendas. Se for consumidor final, acesse a CALCULADORA ALDO SOLAR, faça uma simulação do produto e agende uma visita técnica que um revendedor da Aldo irá atendê-lo.

Novo Normal: confira Calculadora Aldo Solar

> Leia também: Como se tornar uma revenda Aldo Solar!

Notícias relacionadas