fbpx
Início » Dicas para escolher um inversor solar

Dicas para escolher um inversor solar

por Alessandra Neris
Publicado Última atualização em

O inversor solar é um equipamento fundamental para compor um sistema solar fotovoltaico. Ele é a peça-chave para converter a corrente elétrica contínua em corrente alternada. E, posteriormente, sincronizar com a rede. Quem deseja investir na microgeração de energia solar, para consumo próprio, deve atentar-se para algumas peculiaridades, considerando que a energia solar popularizou apenas nos últimos anos. Sendo assim, é importante que ficar por dentro das dicas para escolher um inversor solar adequado.

Escolher um inversor solar inapropriado para o projeto é uma das principais causas de problemas de produção de energia solar. Além disso, o inversor errado pode acarretar incompatibilidade ou falha na vistoria do sistema. Para saber mais sobre as principais dicas para escolher um inversor solar adequado, acompanhe o post!

Dicas para escolher um inversor solar para o seu projeto fotovoltaico

Sobre o inversor string (tradicional/parede)

Primeiramente, é interessante destacar que esse tipo de inversor é o mais usado em instalações fotovoltaicas. Assim, por uma questão de norma, os painéis solares devem ser instalados em fila e, depois, acoplados ao inversor string.

Esses equipamentos também recebem a denominação de inversor de parede, devido ao local no qual são instalados. Dessa forma, os painéis fotovoltaicos são conectados em série e, em seguida, ligados por meio de cabos de corrente contínua ao inversor string.

Atente à maximização do fornecimento de energia

Por intermédio do MPPT (Maximum Point Power Tracking) é possível converter a energia gerada pelos módulos fotovoltaicos para o consumo. Além disso, esse recurso maximiza o fornecimento de energia disponível. E essa maximização da energia é necessária em virtude das diferenças de produção de energia em cada painel solar.

Tais diferenças acontecem devido a pequenas discrepâncias no processo de fabricação dos módulos. Também sofrem diferenças em razão de sombreamentos, sujidades, dias nublados entre outros fatores. Sendo assim, o MPPT de um inversor string ajuda muito, principalmente em zonas desobstruídas.

Observe a quantidade de MPPT

Já sabemos que o MPPT tem a função de rastrear o ponto de maior potência do arranjo fotovoltaico no qual está ligado e de forma constante. Sendo assim, se o sistema tiver arranjos com angulações ou quantidades diferentes, é preciso usar inversores com múltiplos MPPTs.

Então, a quantidade de MPPT necessária deve ser proporcional ao número de variações de exposição do sistema. Por isso, existe a possibilidade de se adquirir inversores de 3kW com 1 ou 2 MPPT.

E, atenção ao usar um inversor com 1 MPPT para diversas orientações. Isso pode causar graves perdas de geração de energia. A tendência é de que os rastreadores procurem outro ponto de máxima potência e encontrem incompatibilidades. Assim, ocasionalmente, poderão se ajustar ao painel de menor potência e reduzir a geração total.

> Entenda qual é o melhor inversor para conectar na rede

É importante destacar que um inversor monofásico pode ser conectado a uma rede bifásica ou trifásica. No entanto, o contrário não é possível, ou seja, um inversor trifásico não deve ser conectado a redes monofásicas ou bifásicas. Isso até parece simples e óbvio, mas, erros ocorrem com frequência e podem ser evitados.

Por exemplo: Uma instalação que demanda um inversor de 30kW e tem uma rede monofásica/bifásica precisará de 6 inversores monofásicos de 5kW para o projeto. E esse tipo de situação é mais comum em sistemas fotovoltaicos de zonas rurais, que têm o consumo elevado.

Tensão de fornecimento da concessionária

Nas variadas regiões ao longo do país, eventualmente, há tensões de rede bem diferentes umas das outras. Podemos encontrar as de 110V, 115V, 120V, 127V, 208V, 220V, 254V, 380V até 440V em locais diversos. Portanto, é muito comum ocorrer a aquisição ou instalação de um inversor que tenha a saída de tensão distinta da rede.

Esse tipo de informação é útil para que se avalie a faixa de tensão de saída do inversor a fim de saber se ela se compatibiliza. Se não for, será preciso usar um transformador de acoplamento.

Durabilidade do equipamento

Atente para esse detalhe. Para que o seu investimento em um sistema fotovoltaico atinja o retorno almejado, fique de olho no fator durabilidade do produto escolhido. Isso é fundamental além da qualidade dos demais componentes do sistema e de uma instalação bem realizada. Sendo assim, verifique as três características a seguir:

  • A faixa de temperatura de operação no local escolhido para a instalação;
  • O grau de proteção coerente (IP65, IP66…);
  • O inversor deve contar com uma resistência contra corrosão metálica, caso o local da instalação esteja sujeito a maresia ou umidade.

Sinal com Wi-Fi ou GPRS

É preciso saber qual é o sinal de comunicação existente no local de instalação do equipamento a fim de monitorar o sistema fotovoltaico remotamente. No entanto, se o cliente não tiver um sinal de Wi-Fi em sua propriedade, será preciso utilizar uma comunicação por GPRS ou uma rede cabeada. E, isso exige que o inversor seja compatível com essas interfaces. É importante conhecer as dicas para escolher um inversor solar com o máximo de profundidade antes de se decidir pelo seu sistema solar ideal. E essas foram algumas das mais importantes.

Sobre a Aldo Solar

Para usufruir de todas as vantagens oferecidas pela energia solar, é fundamental contar com uma distribuidora de confiança. Dessa maneira você pode adquirir os melhores produtos disponíveis no mercado, além de poder contar com a disponibilidade dos itens essenciais para atender o consumidor final.

A equipe de vendedores da Aldo Solar está apta a orientar todos os clientes sobre suas principais dúvidas. Também está capacitada para fornecer os equipamentos mais inovadores para que o seu sistema fotovoltaico possa ser montado. Isso significa que a distribuidora comercializa os geradores de energia solar de acordo com os hábitos de consumo de cada um, além dos equipamentos avulsos.

A força que vem do sol

Por fim, conheça mais sobre energia solar e comece agora mesmo a traçar o seu plano de ação para aderir a essa fonte renovável. Por isso, acesse o site da Aldo Solar e confira os produtos.

Caso prefira, entre em contato com nossa equipe de vendas. Faça uma simulação

Se for consumidor final, acesse a CALCULADORA ALDO SOLAR, faça uma simulação do produto e agende uma visita técnica que um revendedor da Aldo irá atendê-lo.

> Leia também: Como se tornar uma revenda Aldo Solar!

Notícias relacionadas

Leave feedback about this

  • Rating