Início » Saiba como otimizar a margem de lucro da sua empresa

Saiba como otimizar a margem de lucro da sua empresa

por Redação

Independentemente do setor, para manter e expandir um negócio e se destacar da concorrência, você precisará de mais do que alguns bons dias de trabalho: terá que bolar uma estratégia e focar em um objetivo. Um bom ponto de partida é tentar otimizar a margem de lucro de seus produtos e serviços. Pode parecer óbvio, mas é algo que passa despercebido para muitas pessoas.

Em primeiro lugar, não é por que um produto é vendido por um preço alto ou sai das prateleiras rápido que ele é mais rentável para a sua empresa. Afinal, tudo depende do tamanho do lucro que cada venda proporciona e como você usa esses recursos.

Se você também tem problemas para melhorar sua margem de lucratividade, não se preocupe. Trouxemos toda a informação que você precisa para calcular e melhorar a rentabilidade dos seus produtos e serviços. Acompanhe!

Como calcular melhor sua margem de lucro?

Existe um mantra bem comum na gestão de empresas: “você não pode mudar o que não pode medir”. Em outras palavras, você precisa calcular seu lucro antes de começar a bolar planos mirabolantes para elevá-lo. Mas, vamos com calma e entender primeiro como esse processo funciona!

O conceito de lucro

Quase todo mundo tem uma ideia básica do que é “lucro”, que geralmente se resume a “diferença entre o que você investiu e o que tirou no final”, o que não está errado. Você pega o faturamento final, que costuma ser o preço de venda, subtrai seus gastos e, pronto! Esse é seu lucro bruto.

Na hora de fazer essa conta, você deve considerar todos os custos básicos do produto, como material, mão de obra, preservação e transporte. Essa será a sua base para a maior parte dos próximos cálculos.

Tirando a sua margem

Até agora, o que você sabe são o seu custo de produção, seu faturamento e o valor bruto que você recebe de lucro. Mas ainda não tem a sua margem de lucro propriamente dita, pois, em vez de ser um número bruto, ela é um percentual — ou seja, um valor proporcional. Ok, isso complicou um pouco as coisas, mas acompanhe como é feito o cálculo!

  • Você calcula seu lucro bruto normalmente;
  • Divide o resultado pelo seu faturamento total (antes das reduções);
  • Multiplica o resultado por 100.

Vamos explicar com uma questão: R$2,00 é um bom lucro? A resposta é: depende da sua margem. Se o seu custo inicial foi de R$1, você obteve 200%, ou seja, lucrou 2 vezes mais do que gastou na composição do produto. Se você investiu R$100, por outro lado, sua margem aqui foi de 2%, ou seja, nada muito promissor.

Margem bruta x líquida

Mas esse não é o fim! O que calculamos no item anterior foi sua margem bruta, ainda sem alguns ajustes. O que você quer calcular aqui é a margem líquida de lucro, que é o valor que realmente “cai na conta” no fim do processo.

Além de subtrair os valores relativos à produção, você também deve considerar despesas fixas, como energia elétrica, impostos e outras despesas administrativas. Coisas que serão pagas, independentemente do seu investimento no produto em si.

Felizmente, a conta não fica mais difícil. Basta aplicar estas taxas e subtrair os valores do seu faturamento antes de fazer a divisão — mas atenção, pois o resultado ainda será um valor percentual.

Para completar com o exemplo anterior, se você teve R$1 de investimento, R$2 de lucro bruto e tem que pagar 50% de tributos em relação ao seu lucro bruto, então seu lucro líquido final foi de R$1, o que resulta em uma margem líquida de 100%.

Como você pode aumentar sua margem de lucro?

Pratique o upsell e o cross sell

Otimizar seu processo de vendas por meio de uma estratégia é sempre uma boa maneira de melhorar a lucratividade do seu negócio. E duas maneiras muito boas são o cross sell e o upsell.

De forma bem simples, o cross sell é quando você vende algum produto de valor agregado ao seu principal. Por exemplo, vender mouses com computadores, suporte de TI com serviços digitais e até energia solar.

O upsell, por outro lado, é um trabalho um pouco mais lento, mas não menos importante. Aqui, você começa fazendo uma venda padrão, mas trabalha seu caminho a partir daí para mostrar o benefício de outros produtos — alguns deles com maior rentabilidade.

Ofereça algo exclusivo

Hoje em dia, a maioria dos consumidores não quer apenas “uma boa oferta”, mas, sim, “a única oferta disponível no mundo inteiro!”. Ter algo único, que ninguém mais tenha acesso, pode ser desde um símbolo de status até uma vantagem competitiva para muitos de seus clientes e, claro, também para quem oferece esses serviços exclusivos.

Se você já possui algum diferencial para seus produtos, investir ainda mais nele pode potencializar sua margem de lucro. Quanto mais vantagens exclusivas for possível entregar, mais seu público tende a elevar o valor de cada compra.

Invista em ferramentas tecnológicas

Coisas que antes levariam semanas e dezenas de pessoas para serem feitas, hoje podem ser resolvidas em questão de minutos por um único colaborador com a ajuda da tecnologia certa. Possuir ferramentas de trabalho adequadas eleva consideravelmente a produtividade do seu time, permitindo que todos entreguem mais em menos tempo.

Diante disso, nada mais lógico do que investir nessas tecnologias, não é? Coisas como um CRM, um sistema de atendimento online, entre outras, podem fazer uma enorme diferença na produtividade do seu negócio.

Foque na fidelização de clientes

Também é sempre bom lembrar que seu trabalho nunca acaba depois que o contrato é fechado. A melhor forma de melhorar sua margem de lucro sem aumentar seus preços é fidelizar sua base de clientes, fazendo com que as mesmas pessoas voltem mais facilmente.

O grande lance aqui é que o mesmo cliente pode ser adquirido mais rápido e com menos custos de captação, como em campanhas e atendimentos. Se o fluxo é mais rápido, então há menos gastos e seu lucro líquido será mais alto.

Com toda essa informação, você já deve ter alguma ideia de como otimizar sua margem de lucro. Se quiser mais algumas dicas, veja algumas ideias para reduzir custos e melhorar sua produtividade.

Compartilhe:
0 comentários

Notícias relacionadas

Deixe um comentário