Início » Conheça 7 dicas para economizar com energia solar

Conheça 7 dicas para economizar com energia solar

por Alessandra Neris

Economizar com energia solar na conta de luz é uma forma de reduzir seus gastos mensais e de colaborar com a preservação do meio ambiente. Além disso, com ações simples do dia a dia, é possível ajudar o planeta e ainda economizar até 85% na conta de luz!

A energia elétrica se tornou um elemento indispensável na vida de todos nós. Seu uso facilitou processos nas tarefas diárias e, ainda, contribuiu com o surgimento de outras invenções importantes. Os benefícios são incontáveis, porém, os gastos se tornaram altos e as fontes convencionais de extração estão cada dia mais escassas.

Pensando nesse dilema, elaboramos uma lista com 7 dicas para ajudar você a economizar energia. As ações constituem simples mudanças de hábito, bem como a adoção de novas condutas, como o uso da energia solar. Fique com a gente e saiba quais são essas dicas!

1. Investir em geradores de energia solar

Hoje, já existe um entendimento mais sério de que as usinas hidrelétricas causam um grande impacto ambiental. Por isso, a energia solar está ganhando espaço a cada dia, principalmente no Brasil, com seu alto nível de radiação solar. Isso faz do sol uma fonte inesgotável, que exige pouca manutenção e não polui o meio ambiente.

Assim sendo, para economizar com energia solar, temos os sistemas fotovoltaicos, que já oferecem um excelente custo-benefício, além de serem altamente eficientes. Vale dizer que algumas residências conseguem poupar até 90% na fatura da conta de luz ao implementar um gerador de energia solar ON GRID. Existe, ainda, o sistema OFF GRID para regiões remotas ou sem acesso à rede da concessionária, além do sistema ZERO GRID para consumo imediato.

2. Utilizar aparelhos de ar-condicionado com geradores ZERO GRID

O ar-condicionado é sempre uma grande preocupação, quando o assunto é economia de energia e, no verão, as coisas pioram. No entanto, não é nada que o sol não possa resolver e você ainda consegue economizar com energia solar. Sabemos, porém, que os aparelhos de ar-condicionado precisam de suprimento estável de energia. Portanto, a instalação de um sistema fotovoltaico conectado à rede é a melhor solução para usar essa fonte de energia com a devida eficiência.

Empresas que atuam durante o dia podem usufruir dos sistemas fotovoltaicos com geradores ON GRID. Nesse caso, se o dia está muito ensolarado, a produção ideal de energia para o bom funcionamento do aparelho de ar-condicionado está garantida. Caso o dia esteja nublado ou chuvoso, você pode contar com a rede de distribuição de energia elétrica convencional. Entretanto, você pode adicionar mais aparelhos de ar-condicionado ao seu sistema e incluir mais um modelo de gerador revolucionário: o ZERO GRID.

Trata-se de um gerador trifásico (380V) projetado para se conectar à rede com injeção de energia zero. Sua função é gerar energia solar atendendo o autoconsumo imediato, sem armazenamento. Assim, eles são aproveitados para garantir mais independência e economia em relação à concessionária.

Para usufruir dos benefícios desse gerador, você opta pela combinação dual ON GRID + ZERO GRID. Ela pode ser aplicada em médios e grandes projetos, sem precisar alterar o contrato com a concessionária de energia elétrica. Esse sistema serve para condomínios e áreas nas quais a concessionária não autoriza a injeção na rede.

3. Usar fotocélulas e sensores de presença

Sensores de presença e fotocélulas ajudam a poupar energia, já que controlam o sistema de iluminação de acordo com a necessidade de uso. A fotocélula ajuda a automatizar e controlar o acionamento da luz e monitora locais que precisam ficar iluminados sempre. Ao anoitecer, um componente interno do equipamento aciona a iluminação que está conectada à fotocélula. Quando amanhece, a luz desliga automaticamente, sem precisar de intervenção externa.

Quanto ao sensor de presença, trata-se de uma ferramenta que detecta movimentos e, assim, aciona o sistema de iluminação de lâmpadas. Vale destacar que as lâmpadas de LED, com sua tecnologia avançada, não se desgastam facilmente. Podem ser ligadas e desligadas inúmeras vezes, pois, sua vida útil chega a 50.000 horas.

4. Cortar hábitos que desperdiçam energia

A mudança de hábitos é um importante fator para determinar a economia de luz, quando não há um dispositivo automático para auxiliar. Então, para economizar energia, nada como desligar as luzes ao sair, tomar banhos mais rápidos em caso de chuveiros elétricos, desligar a TV para dormir, manter eletrônicos em stand by.

Depois de anos cultivando o costume de gastar energia como se não houvesse amanhã, parece impossível mudar a forma de lidar com isso. Mas, acredite, é algo bastante plausível, mesmo em um mundo sobrecarregado de excessos. Então, comece aos poucos, se mantendo paciente consigo mesmo. Com o tempo, você verá que essas novas atitudes podem contribuir consideravelmente com a economia de energia da sua casa.

5. Investir em equipamentos com baixo consumo de energia

E por falar em novos hábitos, hoje, podemos investir, sempre que possível, em equipamentos modernos, que consomem pouca energia. Se você ainda usa eletrodomésticos com tecnologia ultrapassada, é bom ter cuidado. A maioria desses equipamentos nunca passou por uma boa revisão, o que pode acabar em gasto excessivo de energia. Assim sendo, é interessante analisar e trocar, se for preciso.

Então, além de tentar usar os aparelhos eletrônicos de forma mais consciente, ao comprar novos, escolha aqueles com o selo Procel de economia de energia. E, dê preferência aos de categoria A, que consomem menos.

6. Trocar a iluminação por lâmpadas de LED

Em primeiro lugar, sabemos que as lâmpadas comuns são mais baratas, em compensação, gastam mais energia e têm baixa eficiência. Já, as fluorescentes compactas duram até oito vezes mais, o que resulta em maior eficiência e economia. No entanto, é preciso tomar cuidado com o descarte, uma vez que elas têm, na composição, materiais nocivos à saúde.

Como alternativa, existem as lâmpadas de LED, que apresentam ótimo desempenho, grande economia e durabilidade muito maior. Oferecem, ainda, a vantagem de não levarem material danoso à saúde e, também, ao meio ambiente. O preço dessas lâmpadas ainda não é dos mais atrativos, mas, o custo-benefício aparece na conta de luz. Use sem medo da fatura.

7. Como aplicar a eficiência energética de uma forma proveitosa

Eficiência energética é a capacidade de ter um rendimento com o menor dispêndio ou o mínimo de falhas possível. Então, para comparar com o nosso tema, podemos pensar, imediatamente no assunto que acabamos de abordar: o uso adequado de lâmpadas.

Contudo, o conceito de eficiência energética não está restrito à iluminação interna de edificações. Ele amplia-se para diversos outros usos, como automóveis, por exemplo. E, isso está presente no dia a dia, toda vez que notamos quantos quilômetros por litro de combustível determinados modelos fazem. Alguns são mais econômicos e outros, gastam mais, sem falar em outros fatores relativos ao uso de combustível e tráfego nas cidades e nas estradas.

Assim, podemos concluir considerando que a eficiência energética pode assumir um potencial gigantesco se você aliar tudo isso à energia solar. Todas essas formas de poupar energia elétrica assumem um patamar muito mais alto se você começar a economizar com energia solar envolvida no processo.

Por fim, é possível adotar geradores de energia solar fotovoltaica em conjunto com boas práticas de consumo e uso de equipamentos energeticamente eficientes. Tudo isso integrado se transforma em uma maneira inteligente de usar energia para tudo o que for necessário, de forma sustentável. É bom para o seu bolso e para o meio ambiente.

Deu para sentir mais motivação para economizar energia e adotar novas tecnologias? Aproveite para conhecer mais a fundo esse mundo sustentável e tecnológico. Continue navegando em nosso blog e saiba como aproveitar o sol em toda sua potência!

Compartilhe:
0 comentários

Notícias relacionadas

Deixe um comentário