DRONES
      Distribuição oficial dos Drones DJI para o Brasil. Obtenha a mais alta tecnologia em drones. Produtos a pronta entrega e assistência técnica local

      O que é um Drone? 

      O termo Drone é usado popularmente para descrever uma aeronave não tripulada e até mesmo outros tipos de veículos com alto grau de automatismo. De forma geral, todo Drone é considerado uma aeronave não tripulada categorizada como Aeromodelo ou Aeronave Remotamente Pilotada (RPAs). A diferença dessas duas categorias está na utilização, sendo o Aeromodelo de uso recreativo ou lazer e os RPAs para fins corporativos ou comerciais.

      Hoje a comercialização e operação de Drones no Brasil é regulamentada pela ANAC, DECEA e ANATEL . A norma foi aprovada em março de 2017 pela ANAC, sendo um marco para a profissionalização, legalização e crescimento do mercado de Drones no país.

      Desde que os Drones começaram a chegar ao Brasil, provaram ser mais que um simples equipamento para entretenimento, mas sim um instrumento altamente tecnológico capaz de atuar em vários segmentos como: segurança pública e privada, agricultura de precisão, mapeamentos e mais recentemente no segmento de energia fotovoltaica para dimensionamento de projetos e inspeções de geradores de energia e usinas solares. 

      Quanto custa um Drone? 

      Agora que já sabemos o que é um Drone, vamos abordar essa pergunta muito comum entre os revendedores e consumidores de Drones que estão se deparando pela primeira vez com essa tecnologia e para entende-la é necessário, primeiramente, saber os principais fatores que influenciam o seu preço final. Então vamos lá:

      De modo geral, precisamos fazer três perguntas para definir os principais fatores que influenciam no valor dos Drones, a saber:

      • Qual será a utilização do equipamento?
      • Qual a tecnologia embarcada?
      • Qual o grau de complexibilidade na operação?

      A primeira pergunta é determinante no custo de um Drone. De acordo com a aplicação temos dois cenários importantes e já mencionados acima que estão relacionados utilização, ou seja, lazer ou uso profissional. No primeiro cenário, você estará adquirindo uma aeronave com recursos mais limitados de navegabilidade e com estruturas físicas menos complexas, sendo, portanto, mais baratos.

      Já se a finalidade for para uso profissional, entraremos em outro nicho de equipamentos construídos com materiais mais robustos e com atributos de controle e navegabilidade aprimorados e específicos para atender as aplicações almejadas.

      O segundo fator, relacionado a tecnologia pode ser considerado o de maior peso na formação dos custos de um Drone. Sendo assim, vale aprofundarmos uma pouco mais nesse tema, apontando as tecnologias embarcadas que mais impactam no valor final dessas aeronaves, a saber:

      Sensores e câmeras:

      Hoje a maioria dos modelos de Drones possuem câmeras embarcadas e fixas para fotos e vídeos com sensores tradicionais cmos de 1 polegada, conhecidos como RGB, com resoluções HD, Full HD e até 4K que enxergam o mundo como os nossos olhos, a partir da combinação das cores vermelha, verde e azul. De modo geral, estas câmeras são menos complexas, tornando o equipamento também mais barato.

      Contudo, existem Drones que possuem câmeras intercambiáveis com sensores específicos para determinadas aplicações como por exemplos as câmeras térmicas utilizadas em segurança e inspeções e as câmeras multiespectrais para agricultura de precisão. Essas possuem valores bem mais elevados, muitas vezes até mais caras que o próprio Drone.

      Autonomia de Voo:

      Essa é sem dúvida a característica mais preponderante e que constituiu o maior desafio para os fabricantes de Drones, uma vez que, a autonomia, ainda, é baixa e está diretamente relacionada ao projeto aerodinâmico, peso e tecnologia embarcada de propulsão.

      Pela questão da aerodinâmica, os modelos denominados de asa fixa possuem maior autonomia de voo se comparados aos tradicionais multirotores de quanto hélices. Fazendo uma comparação direta, um Drone multirotor tende a ter entre 20 a 35 minutos de autonomia, enquanto um Drone de asa fixa pode chegar a até 1 hora e 30 minutos de voo. Essa diferença gritante nos fornece um parâmetro para decidir os objetivos e utilização do Drone: lazer ou trabalho.

      Por fim a complexibilidade na operação está relacionada aos equipamentos mais tecnológico para aplicações profissionais que exigirá maior perícia por parte do piloto que deverá conhecer diferentes técnicas de navegabilidade, ou seja, será necessário investimentos em treinamentos específicos para operar o seu equipamento com segurança e eficiência.

      Quem é a DJI? 

      A DJI, sigla para Dà-Jiang Innovations Science and Technology, foi fundada em 2006, na China, por Frank Wang. A história da DJI teve início no dormitório de Wang, na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, onde estudava. Atualmente, a DJI é líder no mercado global de Drones civis e comerciais. Com mais de 12 mil funcionários espalhados por 17 cidades no mundo, a chinesa DJI está avaliada em mais de US$ 10 bilhões. 

      Com uma produção estimada superior a 3 milhões de Drones por ano, a DJI fabrica desde modelos de Drones sofisticados e com capacidade para voar longas distâncias, até Drones mais simples destinados para pilotos iniciantes e aplicações menos complexas. 

       A Aldo é um dos principais distribuidores de Drones da DJI no Brasil e dentre os seus produtos comercializa os Drones DJI: Mavic Mini fly more, Mavic Air 2, Mavic 2 Pro, Mavic 2 Zoom, Tello, Phantom 4 Pro V2.0 e Inspire 2. Também, distribuímos a linha de câmeras Zenmuse e estilizadores de imagens DJI OSMO.